Diretoria Executiva e Conselho Fiscal do Sindifisco-AM são empossados em cerimônia solene com participação do governador Amazonino Mendes

//Diretoria Executiva e Conselho Fiscal do Sindifisco-AM são empossados em cerimônia solene com participação do governador Amazonino Mendes

Diretoria Executiva e Conselho Fiscal do Sindifisco-AM são empossados em cerimônia solene com participação do governador Amazonino Mendes

BIÊNIO 2018/2019

Diretoria Executiva e Conselho Fiscal do Sindifisco-AM são empossados em cerimônia solene com participação do governador Amazonino Mendes

A nova Diretoria Executiva e o novo Conselho Fiscal do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais do Amazonas (Sindifisco-AM) foram empossados na manhã da última quarta-feira (30 de janeiro), em cerimônia solene realizada no auditório da Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM – avenida André Araújo, nº 150, Aleixo, zona centro-sul).

A mesa de honra foi composta pelo governador do Amazonas, Amazonino Mendes; o secretário de Estado da Fazenda, Alfredo Paes; o superintendente da Suframa, Ápio Tollentino; o presidente da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco), Charles Alcântara; o presidente da Comissão Eleitoral do Sindifisco-AM, Diego Silveira; e o diretor-presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas e secretário de Estado do Meio Ambiente (Sema), Marcelo Dutra.

O novo presidente do Sindifisco-AM, o auditor fiscal de tributos estaduais Roberto Geraldo, apresentou ao governador um panorama geral da atual situação do Fisco Estadual, apontando caminhos para a resolução dos problemas que impedem a melhoria da performance da arrecadação tributária. Ele também apresentou os principais pleitos da categoria, dentre os quais a realização de concurso público para preenchimento de 315 vagas para auditores fiscais, investimentos em infraestrutura operacional, reativação dos postos fiscais de fronteira, o pagamento das verbas indenizatórias de auxílio-transporte e de localidade, e agilidade para solucionar as pendências nas aposentadorias causadas pelas transposições de cargo por conta da lei nº 2.750/2002.

Na ocasião, o presidente entregou ao governador a proposta de edição e implementação da Lei Orgânica da Administração Tributária Estadual. “Apresentamos a proposta como forma de estabelecer as prerrogativas, direitos e obrigações, sistema de produtividade fiscal, prêmio de produtividade, a participação em multas, verbas indenizatórias e, sobretudo, o resgate da carreira de auditor fiscal de tributos estaduais”, ressaltou Roberto Geraldo.

Amazonino Mendes ressaltou, durante o seu discurso, que a sua presença na cerimônia de posse dos novos membros da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal é um sinal de respeito à categoria que tem profunda consideração e prometeu analisar com atenção todas as solicitações feitas. Ao final, o governador anunciou que o Estado irá conceder reajuste salarial para todos os fazendários.

“A gente veio aqui prestigiar e dar forças a esta categoria vital, importante para os projetos de desenvolvimento do Estado do Amazonas. Nós temos uma relação de dependência diretíssima com o setor fiscal. E a Secretaria de Fazenda vem demonstrando competência e qualificação excepcionais para enfrentar o drama que estamos confrontando. Tanto é que nesses poucos meses conseguimos fechar o ano sem déficit”, ressaltou Amazonino, ao destacar que os servidores terão o apoio necessário do Governo para avançar nas conquistas no âmbito fiscal.

Composição – A nova Diretoria Executiva do Sindifisco-AM é composta por Roberto da Silva Geraldo (presidente), Roberto Lima Mesquita (vice-presidente), Delva Padilha Rodrigues (secretária geral), Santana Conceição da Costa Souza (suplente), Almir Mesquita de Vasconcelos (diretor de Finanças e Patrimônio), Manoel Rodrigues Bandeira Neto (suplente), Eli Sena da Silva (diretora de Comunicação Social, Cultura e Lazer), Helena Maria Lopes Veiga (suplente), Francisco Elias Bezerra (diretor de Previdência), Aronso Rizzato (suplente), Fernando Rosado Fonseca (diretor de Atividade Sindical), Lincoln Barros de Farias (suplente), Margarida Silvia Pinheiro Langbeck (diretora jurídica), Luiz Osvaldo Barbosa Evangelista (suplente), Francisco Luciano de Oliveira Nunes (diretor econômico-tributário), Rosenilson Amazonas Pessoa (suplente), Edmilson Melo de Oliveira (diretor da Esata), Simão Massud Ruffeill Neto (vice-diretor).

O novo Conselho Fiscal ficou assim constituído: titulares – Raimundo Gomes da Rocha, José Maurício Belém Junior e Joana da Silva Goes; e suplentes – Ricardo Fernandes Nery, José Fernandes Pacheco e Alberto Silveira Levy.

Carreira – Roberto da Silva Geraldo é auditor fiscal de tributos estaduais concursado da Sefaz-AM desde 24 de outubro de 1985. É bacharel em Administração de Empresas e em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), bacharel em Direito pela Universidade Paulista (Unip), possui especialização em Ciências Contábeis pela Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e aperfeiçoamento em Auditoria Aplicada (CAAP) pela Escola Brasileira de Administração Pública (EBAP-FGV).

Também possui habilitação de Formação de Professor de Disciplinas Especializadas (Contabilidade, Contabilidade e Custos, e Administração e Controle) pela Universidade Luterana do Brasil. Possui ainda curso de Capacitação de Conselheiro Fiscal de Cooperativas pela Credfaz Manaus/Sescoop.

Foi vice-presidente da Associação dos Funcionários Fiscais do Estado do Amazonas (Affeam) no biênio 2016/2017, diretor de Finanças e Patrimônio do Sindifisco-AM no biênio 2004/2005 e no triênio 2007/2009, e diretor de Finanças na Affeam de 1989 a 1991. Atuou como professor concursado da Seduc de 1988 a 2003, escriturário concursado do Banco do Brasil de 1981 a 1986 e funcionário concursado da Previdência Social (INPS-INAMPS) de 1975 a 1981.

 

CRÉDITO DA FOTO: CLÓVIS MIRANDA
2018-05-03T15:26:45+00:00fevereiro 1, 2018|Notícias|0 Comentários

Deixar Um Comentário